Mais rápido, prático e funcional: assim é o EmaterWeb, a nova base de dados que já está sendo utilizada pelos extensionistas da Emater-DF desde o último dia 9 de janeiro. A ferramenta substitui o SisAter e traz importantes mudanças que vão facilitar o trabalho de registro das ações, atendimentos e dos produtores.

Segundo o gerente de Tecnologia da Informação, Emerson Ferreira, uma das vantagens do EmaterWeb é a unificação das informações. “Agora, temos um banco apenas para toda a empresa, em vez de cada escritório ter o seu próprio registro. Isso evita duplicidade de dados. Além do mais, o novo sistema pode ser acessado pela internet. Com isso, ganhamos agilidade, já que o Sisater tinha que estar instalado na máquina de cada extensionista”, aponta.

Tudo que é inserido no EmaterWeb vai para o Painel de Resultados. “Com isso, transformamos dados em informação. Isso vai refletir na qualidade não só do nosso atendimento mas também na qualidade da informação que podemos oferecer aos órgãos parceiros e à sociedade”, observa Emerson.

O gerente lembra ainda que neste ano, cada extensionista da Emater-DF vai receber um tablet, onde o sistema novo poderá ser manipulado, dando mais agilidade ao trabalho dos técnicos.

Na última segunda-feira, equipes dos escritórios de Tabatinga e Paranoá fizeram uma capacitação extra com o objetivo de reforçar os conhecimentos sobre o novo sistema. Segundo o engenheiro agrônomo Carlos Moraes, do Paranoá, o EmaterWeb é “moderno e ágil”.