O projeto de estímulo à produção leiteira da Emater é divulgado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU)

 

 

Publicado no Caderno de Boas Práticas Nacionais de Ater 2015, o projeto "Implantação de tecnologia na atividade leiteira com acompanhamento zootécnico e financeiro", desenvolvido pela Emater-DF, agora foi inserido na Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, da  Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU).

O objetivo da Plataforma é compartilhar mundialmente experiências exitosas relativas ao desenvolvimento humano aliado ao desenvolvimento social, ambiental e econômico. A iniciativa faz parte de um acordo assinado entre a FAO e a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SAF/SEAD) para divulgação das experiências do Caderno de Boas Práticas Nacionais de Ater.

Estímulo à produção leiteira

O projeto divulgado na Plataforma conta o trabalho na propriedade rural de seis hectares do agricultor familiar Flávio Franklin Guimarães, em uma unidade de referência aberta à visitação do programa Brasília Leite Sustentável (BLS), da Emater-DF.

Flávio criava 12 vacas no núcleo rural Tabatinga, distante 56 quilômetros do centro da capital federal, Brasília. Em 2012, o rebanho produzia 30 litros de leite/dia e a pouca rentabilidade forçava a venda da mão-de-obra em outras terras e o afastamento da família, que preferia a vida na cidade. Em um ano de projeto, a produção cresceu 83% e chegou a 90 litros/dia, com igual número de cabeças no rebanho.

Quer saber como isso aconteceu? Acesse:

http://www.boaspraticas.org.br/index.php/pt/publicacoes/boas-praticas-nacionais-de-ater