Emater participou de mesa sobre "A comunicação nas esferas públicas e terceiro setor"

 

 

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) e a Reunião Especializada em Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf), no marco da Presidência Pro Tempore do Brasil, realizaram, nesta terça-feira (3), a abertura do I Encontro da Rede de Comunicadores da Reaf. O objetivo do evento é promover a integração das áreas de comunicação das coordenações nacionais, formando uma rede de comunicadores da Reaf para fortalecer a integração regional e buscar mais visibilidade e fortalecimento da agricultura familiar no Mercosul.

Participaram do evento comunicadores e técnicos extensionistas de instituições públicas e de organizações da sociedade civil dos países do Mercosul ampliado, que trabalham vinculados aos processos de desenvolvimento rural e da agricultura familiar. Hur Ben Corrêa da Silva, coordenador-geral de Assuntos da Agricultura Familiar e Cooperação Internacional da Sead, abriu o evento falando sobre a importância do tema para o desenvolvimento de comunidades. “A comunicação é uma ferramenta de fortalecimento de identidades culturais, uma forma de se compreender o mundo e a maneira de se expressar essa compreensão”, afirmou Hur Ben, ressaltando que todo esforço deve ser feito para que a comunicação seja algo feito pela população e para ela, e não uma situação institucionalizada.

O coordenador da Sead reiterou que o Encontro tem o objetivo de ser um espaço para se pensar, dialogar e construir pautas em conjunto. “Esse é o primeiro passo, seguimos construindo, pois uma rede só existe com identidade e essa é uma oportunidade para se criar isso, para se criar laços de fraternidade e de amizade entre os participantes, para se criar um sentimento em comum”.

Ainda durante a abertura do Encontro, o representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Alan Bojanic, disse que a Organização tem um vasto arquivo de publicações sobre o tema à disposição que pode servir de base para melhorar a comunicação com os agricultores familiares. “Esperamos que, daqui por diante, possamos entender como a comunicação pode fluir melhor nesse meio, levando informações sobre o que é a Reaf, como ela funciona e qual a sua importância e o seu posicionamento na sociedade”, afirmou Bojanic, ressaltando que a pobreza na América Latina é um tema que deve ser cada vez mais desenvolvido, possui indicadores importantes que precisam ser discutidos, e a comunicação pode e deve ser uma ferramenta para ajudar a superar essa situação.

Também participaram da mesa de abertura Tiago Rezende, membro da Secretaria Técnica da Reaf, e Rafaella Feliciano, coordenadora de imprensa da Sead, organizadores do evento. Segundo eles, espera-se, a partir desse primeiro Encontro, gerar espaços de formação em comunicação para o desenvolvimento da agricultura familiar, que promovam sinergia no Mercosul e favoreçam as articulações entre os Estados e as organizações de produtores com base na Reaf.

Roda de conversa

Dando continuidade ao evento, foi realizada uma roda de conversa com comunicadores brasileiros com o tema “A comunicação nas esferas públicas e terceiro setor”. Participaram da conversa os jornalistas Airton Medeiros e Mara Régia, representantes da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC Serviços), Carolina Mazzaro, da Assessoria de Comunicação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), e Barack Fernandes, da Assessoria de Comunicação da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag).

O I Encontro da Rede de Comunicadores da Reaf tem uma extensa programação que continua na tarde desta terça-feira e vai até à tarde desta quarta-feira (4).

Sobre a Reaf

A Reaf é uma das reuniões especializadas do Mercosul vinculadas ao Grupo Mercado Comum (GMC). Trata-se de espaço regional de diálogo político e de fortalecimento de políticas públicas para a agricultura familiar e para o comércio dos produtos do setor no Mercosul. Desde a sua criação, em 2004, por iniciativa do Governo brasileiro e da Confederação de Organizações de Produtores Familiares do Mercosul Ampliado (Coprofam) em função do entendimento político da centralidade da agricultura familiar para o desenvolvimento sustentável e para a segurança alimentar dos países do Mercosul, a REAF tem se tornado um espaço de discussão estratégico entre governos e organizações sociais representantes da agricultura familiar da região.

Leia mais sobre a Reaf neste link.

 

Texto e foto: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário